Cuba terá eleições e Raúl Castro deixará o poder

O Conselho de Estado de Cuba marcou para 11 de março eleições para delegados provinciais e deputados; o processo culminará em 19 de abril com a eleição do sucessor do atual líder Raúl Castro; será a primeira vez desde a Revolução Cubana (1959) que Cuba será governada por alguém fora da família Castro

Presidente de Cuba, Raúl Castro, durante cúpula da Alba em Havana no fim de semana passado. 14/12/2014 REUTERS/Enrique De La Osa
Presidente de Cuba, Raúl Castro, durante cúpula da Alba em Havana no fim de semana passado. 14/12/2014 REUTERS/Enrique De La Osa (Foto: Charles Nisz)

247 - O Conselho de Estado de Cuba marcou para 11 de março eleições para delegados provinciais e deputados. O processo culminará em 19 de abril com a eleição do sucessor do atual líder Raúl Castro. O sucessor deve ser o vice-presidente, Miguel Díaz-Canel, 57, também do Partido Comunista. Será a primeira vez desde a Revolução Cubana (1959) que Cuba será governada por alguém fora da família Castro.

Tradicionalmente realizadas em fevereiro, as eleições foram adiadas em um mês por causa do furacão Irma, que deixou dez mortos e prejuízos de US$ 13 bilhões na ilha.

Os cubanos votarão em delegados das 15 províncias da ilha e em pouco mais de 600 deputados para o Parlamento. Os deputados eleitos instalarão a nova Assembleia Nacional, com presidente, vice-presidente e secretário. Além disso, serão eleitos os 31 membros do Conselho de Estado. O conselho indicará o substituto de Raúl, que está há 10 anos no cargo, sucedendo o irmão, Fidel.

As candidaturas para delegados provinciais e deputados serão propostas 50% pelos delegados municipais já eleitos e os outros 50% serão nomeados por seis organizações sindicais, femininas, operárias, camponesas e estudantis. O Partido Comunista (único) não nomeia candidatos, mas supervisiona o processo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247