Estudiosos lançam tecnologia de elaboração rápida de vacinas contra cepas da Covid-19

O Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya foi capaz de criar uma tecnologia para desenvolvimento mais rápido de vacinas contra as variantes do SARS-CoV-2

Cientistas tentam desenvolver vacinas contra variações do coronavírus
Cientistas tentam desenvolver vacinas contra variações do coronavírus (Foto: Sputnik / RFPI e Centro Gamaleya)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Sputnik - O Instituto Gamaleya da Rússia anunciou a criação de uma tecnologia para a elaboração mais rápida de vacinas contra as diferentes cepas da COVID-19.

Veio à tona nesta sexta-feira (12) que o Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya foi capaz de criar uma tecnologia para desenvolvimento mais rápido de vacinas contra as variantes do SARS-CoV-2.

"Nosso instituto desenvolveu uma tecnologia que permite de forma muito rápida e eficiente a criação de vacinas que incluem antígenos não apenas para uma variante do coronavírus. Mas para dois ou três, quatro ou cinco variantes", afirmou Aleksandr Gintsburg, diretor do Instituto Gamaleya ao canal Rossiya 24.

Segundo estudos recentes, especialistas perceberam que as vacinas atualmente disponíveis têm baixa eficácia contra as variantes da doença surgidas na África do Sul, Brasil e Reino Unido. A vacina de Oxford por exemplo, provou 10% de eficácia com a variante da África do Sul.

Os pesquisadores do Instituto Gamaleya afirmam que o sucesso da Sputnik V, já aprovada para uso em 27 países, é devido a décadas de pesquisa e desenvolvimento anteriores à pandemia. Se antes algumas nações demonstraram desconfiança a respeito da vacina russa, hoje o instituto passa a ser uma esperança no lançamento de novos métodos de produção de imunizantes.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email