EUA nunca vão aceitar Coreia do Norte como potência nuclear, diz Kerry

"Kim Jong-un precisa entender, como eu acho que ele provavelmente entende, qual seria o resultado de um conflito", acrescentou o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, após se reunir com o seu homólogo sul-coreano nesta sexta-feira

EUA nunca vão aceitar Coreia do Norte como potência nuclear, diz Kerry
EUA nunca vão aceitar Coreia do Norte como potência nuclear, diz Kerry (Foto: POOL)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SEUL, 12 Abr (Reuters) - Os Estados Unidos nunca irão aceitar a Coreia do Norte como uma potência nuclear e defenderá a Coreia do Sul se necessário, afirmou o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, após se reunir com o seu homólogo sul-coreano nesta sexta-feira.

"Estamos todos unidos no fato de que a Coreia do Norte não será aceita como uma potência nuclear", disse Kerry em entrevista coletiva.

Ele estava em Seul antes de uma visita à China e ao Japão, em uma tentativa de conter as ambições nucleares da Coreia do Norte, depois de mais de um mês de ameaças do governo norte-coreano, que disse que revidaria em caso de ataque dos Estados Unidos e da Coreia do Sul.

Segundo o secretário de Estado, a Coreia do Norte cometeria um "grande erro" se lançasse um de seus mísseis de médio alcance durante o impasse atual entre o país, os Estados Unidos e a Coreia do Sul.

"Kim Jong-un precisa entender, como eu acho que ele provavelmente entende, qual seria o resultado de um conflito", disse Kerry, em referência ao líder norte-coreano.

"Nossa esperança é de que possamos voltar às negociações".

(Reportagem de Arshad Mohammed e Jack Kim)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247