Lula livre e solidariedade com Cuba e Venezuela marcam evento em Havana

A capital de Cuba, Havana, foi sede nesta quinta-feira (2) de um encontro internacional de solidariedade em que os principais temas foram a campanha pela libertação do ex-presidente Lula, a luta contra o bloqueio estadunidense a Cuba e a solidariedade com o governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro

Lula livre e solidariedade com Cuba e Venezuela marcam evento em Havana
Lula livre e solidariedade com Cuba e Venezuela marcam evento em Havana

247 - A capital de Cuba, Havana, foi sede nesta quinta-feira (2) de um encontro internacional de solidariedade em que os principais temas foram a campanha pela libertação do ex-presidente Lula, a luta contra o bloqueio estadunidense a Cuba e a solidariedade com o governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Entre mais de mil pessoas de 57 países, autoridades cubanas, representações diplomáticas e de movimentos sociais, encontrava-se uma delegação de organizações de solidariedade do Brasil, lideradas pela presidenta do Conselho Mundial da Paz, Socorro Gomes. "Como brasileira, agradeço do fundo do coração, as manifestações de solidariedade com o nosso povo, que encontram sua expressão maior na campanha pela libertação do presidente Lula da prisão a que foi injustamente condenado". A dirigente mencionou as manifestações de apoio a Lula durante a marcha do 1º de Maio, que mobilizou milhões de pessoas em todas as cidades cubanas, e a realização da campanha Lula Livre em Cuba. "A solidariedade do povo cubano cala fundo no coração de todo o povo brasileiro e é um estímulo à luta para libertar Lula, síntese dos combates pela democracia em nosso país", afirmou Socorro.

A vice-ministra cubana das Relações Exteriores, Ana Teresita González, fez um apelo para continuar a luta pelo levantamento do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos à ilha. Ela salientou que o bloqueio, iniciado há quase 60 anos, continua a ser o principal obstáculo ao desenvolvimento econômico no país caribenho.

Teresita González destacou a complexidade do atual cenário internacional atual, que se caracteriza, entre outros fatores, pela tentativa dos Estados Unidos de preservar sua dominação e hegemonia, utilizando para isso todos os tipos de pressões, chantagens e ameaças.

O embaixador da Venezuela em Cuba, Adán Chávez, irmão do falecido presidente Hugo Chávez, também fez uso da palavra e denunciou os golpes e intervenções contra seu país por parte do imperialismo estadunidense e das oligarquias venezuelanas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247