Ministro da Economia do Uruguai renuncia

Fernando Lorenzo pediu demissão para facilitar os processos relacionados com a liquidação da companhia aérea estatal Pluna, informou o presidente José Mujica; ele foi interrogado sobre acusações de irregularidades no leilão de aeronaves Pluna, após declarar a falência da companhia aérea em 2012

Fernando Lorenzo pediu demissão para facilitar os processos relacionados com a liquidação da companhia aérea estatal Pluna, informou o presidente José Mujica; ele foi interrogado sobre acusações de irregularidades no leilão de aeronaves Pluna, após declarar a falência da companhia aérea em 2012
Fernando Lorenzo pediu demissão para facilitar os processos relacionados com a liquidação da companhia aérea estatal Pluna, informou o presidente José Mujica; ele foi interrogado sobre acusações de irregularidades no leilão de aeronaves Pluna, após declarar a falência da companhia aérea em 2012 (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O ministro da Economia do Uruguai, Fernando Lorenzo, pediu demissão neste sábado para facilitar os processos relacionados com a liquidação da companhia aérea estatal Pluna, informou o presidente José Mujica.

O anúncio foi feito pelo presidente enquanto Lorenzo entrou no tribunal criminal onde seria interrogado sobre acusações de irregularidades no leilão de aeronaves Pluna, após declarar a falência da companhia aérea em 2012.

"Lorenzo nos entregou hoje sua demissão por iniciativa própria, visando facilitar o caminho para a justiça", disse Mujica via assessoria de imprensa.

"Foi um ministro brilhante", acrescentou.

(Reportagem de Felipe Llambias)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247