"Panelaço" convocado por Capriles gera tumulto

O candidato derrotado por Nicolás Maduro nas eleições à presidência da Venezuela pediu que seus eleitores se mobilizassem para ir "a cada escritório, cada junta regional eleitoral do país, em todos os Estados", e pedir formalmente que os votos de cada urna sejam recontados; manifestantes da oposição venezuelana entraram em confronto com a polícia em vários pontos de Caracas 

"Panelaço" convocado por Capriles gera tumulto
"Panelaço" convocado por Capriles gera tumulto
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com Reuters - Manifestantes da oposição venezuelana entraram em confronto com a polícia em vários pontos de Caracas nesta segunda-feira, protestando contra o que chamam de "fraude" nas eleições presidenciais de domingo, em enfrentamentos com gás lacrimogêneo, pedras e pedaços de pau.

Centenas de opositores bloquearam a principal via da capital, enquanto um contingente de forças de segurança com escudos tentava dispersá-los, disseram testemunhas da Reuters no local.

Candidato derrotado por Nicolás Maduro, Henrique Capriles havia convocado um "panelaço" de protesto contra a proclamação do candidato chavista, que foi anunciada pelo CNE (Conselho Nacional Eleitoral) na tarde desta segunda-feira (15).

O protesto foi convocado durante uma coletiva de imprensa do candidato oposicionista. Durante seu pronunciamento, Capriles disse que o CNE proclamou "uma pessoa ilegítima" como presidente do país, porque não fez a recontagem dos votos antes de tomar esta ação.

Além disso, Capriles pediu que seus eleitores se mobilizem nesta terça-feira (16) para ir "a cada escritório, cada junta regional eleitoral do país, em todos os Estados", e pedir formalmente que os votos de cada urna sejam recontados.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247