Preparação para guerra? Coreia do Norte escava trincheiras na fronteira com Sul

Na Zona Desmilitarizada (DMZ) que divide as Coreias foram detectados norte-coreanos escavando trincheiras, informa a BBC; as imagens foram flagradas pelo diplomata norte-americano Mark Knapper, que trabalha na Coreia do Sul

Na Zona Desmilitarizada (DMZ) que divide as Coreias foram detectados norte-coreanos escavando trincheiras, informa a BBC; as imagens foram flagradas pelo diplomata norte-americano Mark Knapper, que trabalha na Coreia do Sul
Na Zona Desmilitarizada (DMZ) que divide as Coreias foram detectados norte-coreanos escavando trincheiras, informa a BBC; as imagens foram flagradas pelo diplomata norte-americano Mark Knapper, que trabalha na Coreia do Sul (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputinik Brasil - Imagem que mostra os trabalhos sendo realizados no terreno foi publicada pelo diplomata norte-americano Mark Knapper, que trabalha na Coreia do Sul. Dessa forma a Coreia do Norte pretende impedir a fuga de seus cidadãos para o país vizinho.

BBC lembra que há pouco aconteceu uma tentativa de fuga bem-sucedida de um soldado norte-coreano para a Coreia do Sul, o governo sul-coreano condecorou os militares que participaram da missão de resgate do desertor.

O Comando da ONU na Coreia do Sul declarou que durante a perseguição do desertor os soldados norte-coreanos atravessaram a linha de demarcação e publicou um vídeo para comprovar isso.

Considerando que eles abriram fogo contra o desertor, eles foram acusados de violar por duas vezes as condições do cessar-fogo.

A Zona Desmilitarizada entre as Coreias foi criada em 1953. Por parte da Coreia do Sul ela está fortificada com uma muralha de concreto armado. A largura da faixa neutral é de cerca de 4 km e seu comprimento é de 241 km.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247