Rússia deflagra operação contra grupo hacker REvil, supostamente responsável por ataque à JBS

Operação do Serviço Federal de Segurança da Rússia foi realizada após solicitação de órgãos dos EUA

www.brasil247.com - hacker
hacker
Siga o Brasil 247 no Google News

Sputnik - A atividade do grupo de hackers REvil, que realizava roubo de dinheiro por meio de malware, foi impedida na Federação da Rússia, informou o Serviço Federal de Segurança da Rússia.

"Foi determinada a composição total da comunidade criminosa REvil e o envolvimento de seus membros no movimento ilegal de dinheiro para pagamentos", diz o comunicado do serviço.

Nota-se que os órgãos competentes dos EUA informaram Moscou sobre o líder do grupo e seu envolvimento na invasão de recursos informáticos de empresas estrangeiras.

PUBLICIDADE

Em resultado da operação do serviço russo, dos 14 membros do grupo hacker REvil foram confiscados mais de 426 milhões de rublos, 600 mil dólares, 500 mil euros, bem como equipamento informático, carteiras de criptomoedas utilizadas para crimes e 20 carros de luxo comprados com dinheiro roubado, segundo o comunicado.

A operação de busca foi organizada com base em uma solicitação dos órgãos norte-americanos, que informaram sobre o líder do grupo criminoso e "seu envolvimento na invasão de recursos informáticos de empresas estrangeiras de alta tecnologia por meio da introdução de malware, encriptação da informação e chantagem exigindo dinheiro pela sua desencriptação".

Na sequência das ações dos serviços russos, o grupo criminoso deixou de existir. "Os representantes dos órgãos competentes norte-americanos foram informados sobre os resultados da operação", acrescenta o comunicado.

PUBLICIDADE

Todos os sites associados ao grupo hacker REvil estão supostamente fora do ar

Em julho de 2021, a grande empresa Kaseya dos EUA foi alvo de ataques em massa através de ransomware, tal como centenas de negócios em todo o mundo, inclusive a JBS, a maior produtora global de carne. Foi relatado que o grupo de hackers REvil foi o responsável pelos ataques.

Segundo cálculos da empresa de cibersegurança Huntress, os ataques afetaram mais de um milhar de companhias, enquanto posteriormente a Kaseya avaliou em 1,5 mil o número de negócios afetados em todo o mundo.

Porém, o presidente norte-americano, Joe Biden, disse não ter certeza de que por trás dos ataques não estaria a Rússia, enquanto a Casa Branca afirmou que realizaria consultas com Moscou a respeito dos ataques de ransomware.

PUBLICIDADE

Posteriormente as mídias, citando especialistas em cibersegurança, informaram que todos os sites ligados ao grupo REvil ficaram indisponíveis sem quaisquer explicações. Em setembro, as autoridades americanas apresentaram acusações sobre a extorsão de milhões de dólares aos cidadãos russo Yevgeny Polyanin e ucraniano Yaroslav Vasinsky, considerados pelos EUA como membros da REvil.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email