Sakamoto: péssimo exemplo é um técnico de futebol machista

O jornalista e escritor Leonardo Sakamoto classifica como machista a postura do técnico da seleção do México Juan Carlos Osorio; logo após a derrota para a seleção brasileira por 2x0, ele declarou que "futebol é coisa de homens"; no jogo, Neymar levou um chute de um mexicano e reclamou de dor; o técnico também criticou a arbitragem e declarou que o Brasil foi favorecido por ela

Sakamoto: péssimo exemplo é um técnico de futebol machista
Sakamoto: péssimo exemplo é um técnico de futebol machista (Foto: Editora Brasil 247 | REUTERS/Jason Cairnduff)

247 - O jornalista e escritor Leonardo Sakamoto, em artigo vinculado no UOL, condena a postura machista do técnico da seleção do México Juan Carlos Osorio. Logo após a derrota para a seleção brasileira por 2X0, o técnico declarou que "Futebol é coisa de homens", além de não ter aceitado o resultado do jogo. 

Ao criticar a arbitragem que apitou o jogo Brasil x México, o técnico Juan Carlos Osorio declarou que ''é um péssimo exemplo para o mundo do futebol e para todas as crianças que estão acompanhando o mundial". 

Sakamoto contesta o técnico do México. "Osorio achava que estava criticando a arbitragem que, em sua opinião, teria dando atenção demais a Neymar e favorecido ao Brasil. Mas, inconscientemente, criticava a si mesmo. Muitas pessoas (como eu) acham que Neymar dramatiza demais as (muitas) faltas que sofre. Mas há outras formas de dizer isso que não apelando para o machismo do técnico do México", afirma o jornalista. 

Ele salienta que "em sociedades historicamente estruturada em torno da violência de gênero, como a mexicana e a brasileira, nossa responsabilidade como homens não é apenas evitar que nós mesmos sejamos vetores dessa violência", e alerta: "Se você fica em silêncio diante de situações como essa, sinto lhe informar que tem optado pela saída fácil da delinquência social", reflete Sakamoto. 

Leia a íntegra do artigo 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247