Bolsonaro fala com Xi Jinping para desfazer crise criada por Eduardo Bolsonaro

"Nesta manhã, em ligação telefônica com o Presidente da China, Xi Jinping, reafirmamos nossos laços de amizade, troca de informações e ações sobre o covid-19 e ampliação de nossos laços comerciais", afirmou Jair Bolsonaro no Twitter. Pequena comemoração revela a dificuldade de criar laços diplomáticos por parte do governo brasileiro

Jair Bolsonaro e  Xi Jinping
Jair Bolsonaro e Xi Jinping (Foto: Isac Nóbrega/PR | Reuters)

247 - Jair Bolsonaro afirmou no Twitter que conseguiu falar por telefone com o presidente da China, Xi Jinping, após um conflito diplomático devido às críticas do clã Bolsonaro ao país asiático por causa do coronavírus. O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) havia acusado o governo chinês de esconder informações sobre a doença.

"Nesta manhã, em ligação telefônica com o Presidente da China, Xi Jinping, reafirmamos nossos laços de amizade, troca de informações e ações sobre o covid-19 e ampliação de nossos laços comerciais", escreveu o ocupante do Planalto no Twitter. 

Ao rebater as declaração do filho de Jair Bolsonaro, a embaixada chinesa no Brasil afirmou as palavras dele "são extremamente irresponsáveis e nos soam familiares". "Não deixam de ser uma imitação dos seus queridos amigos. Ao voltar de Miami, contraiu, infelizmente, vírus mental, que está infectando a amizade entre os nossos povos", reagiu o perfil da Embaixada da China no Twitter.

O embaixador chinês Yang Wanming também se pronunciou sobre o diálogo. "A conversa telefônica realizada entre o Presidente chinês Xi Jinping e o Presidente brasileiro Jair Bolsonaro foi realizada no ambiente muito cordial e amistoso, chegaram a alcançar importantes consensos nos seguintes pontos: @planalto @govbr @ItamaratyGovBr", disse.

Jair Bolsonaro tentou contato com Xi Jinping, mas o presidente chinês não quis atendê-lo, de acordo com a jornalista Maria Cristina Fernandes, no Valor Econômico. A embaixada da China no Brasil teria dito que aceita o fim do conflito diplomático somente com uma retratação do deputado Eduardo Bolsonaro.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu desculpas à China. "Em nome da Câmara dos Deputados, peço desculpas à China e ao embaixador @WanmingYang pelas palavras irrefletidas do Deputado Eduardo Bolsonaro", disse ele no Twitter.

 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247