Em meio à crise politica, Bolsonaro envia fotografia ao STF e constrange a Corte

Uma foto de grandes dimensões do presidente Jair Bolsonaro promete colocar lenha na fogueira do embate entre a classe política e o STF; envio da imagem, onde Bolsonaro aparece com a faixa presidencial e a bandeira do Brasil ao fundo, foi enviada em meio à defesa de muitos parlamentares para que o Congresso crie uma CPI para investigar os ministros do Supremo; avaliação é que parte dos gabinetes não deve utilizar a fotografia

Em meio à crise politica, Bolsonaro envia fotografia ao STF e constrange a Corte
Em meio à crise politica, Bolsonaro envia fotografia ao STF e constrange a Corte
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma foto de grandes dimensões do presidente Jair Bolsonaro promete colocar lenha na fogueira do embate entre a classe política e o Supremo Tribunal Federal (STF). O envio da imagem, onde Bolsonaro aparece com a faixa presidencial e a bandeira do Brasil ao fundo, foi enviada em meio à defesa de muitos parlamentares para que o Congresso crie uma CPI para investigar os ministros do Supremo.

De acordo com a jornalista Bela Megale, do jornal O Globo, assessores dos ministros do STF consideraram o fato como "inédito", já que até então nenhum outro presidente enviou o próprio poster para ser usado nas dependências da Corte. A avaliação é que parte dos gabinetes não deve utilizar a fotografia. Situação semelhante de desconforto também teria sido anotada junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que também recebeu as fotografias do presidente.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email