Mercadante cobra mobilização de todas as forças democráticas contra o golpismo bolsonarista

O ex-ministro Aloizio Mercadante manifestou posição favorável à prisão do deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) e afirmou que "a defesa do estado democrático de direito exige uma urgente, ampla e unitária mobilização das forças democráticas"

Deputado Daniel Silveira e o ex-ministro Aloizio Mercadante
Deputado Daniel Silveira e o ex-ministro Aloizio Mercadante (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro da Educação Aloizio Mercadante afirmou na manhã desta quarta-feira (17) que a extrema direita está "testando, todo o tempo, os limites institucionais e avançando na militarização crescente de sua base política autoritária e obscurantista". O comentário veio após a prisão do deputado federal bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ). De acordo com o ex-ministro, "a defesa do estado democrático de direito exige uma urgente, ampla e unitária mobilização das forças democráticas". A ordem para a detenção foi dada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes.

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad advertiu mais cedo que se o deputado Daniel Silveira não for cassado, “o recado para Bolsonaro avançar estará claro”

O parlamentar bolsonarista publicou um vídeo dizendo que imaginou o ministro do STF Edson Fachin levando uma "surra". "Por mim, se vocês forem retirados daí, seja por nova nomeação, por aposentadoria, pressão popular, seja lá o que for... vocês serão presos", afirmou Silveira. 

Em nota, Mercadante também lembrou que Jair Bolsonaro "defendeu o golpe contra a Presidenta Dilma elogiando explicitamente a tortura, nada aconteceu. Apoiou  Trump e sua invasão ao Capitólio!".

"Ataca sistematicamente jornalista e a liberdade de imprensa. Suas milícias já ameaçaram o STF, em outras oportunidades. É preciso dar um basta a estas agressões à democracia e suas instituições. É urgente uma forte reação e sem qualquer vacilação apoiar o STF e demais instituições democráticas", acrescentou.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email