Moraes exige que presídio informe possibilidade de exames em Roberto Jefferson

Médico que examinou o ex-deputado diz que “o paciente apresenta febre persistente e sintomas respiratórios" e solicita transferência para hospital

www.brasil247.com - Roberto Jefferson e Alexandre de Moraes
Roberto Jefferson e Alexandre de Moraes (Foto: Reprodução/Instagram | Rosinei Coutinho/SCO/STF)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou, nesta terça-feira (11), que o diretor da unidade prisional onde se encontra o ex-deputado federal Roberto Jefferson informe em até 24 horas a possibilidade de realização de exames de saúde. A reportagem é do portal CNN Brasil.

“Oficie-se ao Diretor da unidade prisional onde se encontra custodiado o requerente para que informe, no prazo máximo de 24 (vinte e quatro) horas, acerca da possibilidade de realização, no hospital penitenciário, dos exames indicados como necessários pelos médicos do preso”, determinou.

A defesa de Jefferson pediu que ele seja transferido do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, onde ele está preso, para o Hospital Samaritano Barra.

PUBLICIDADE

Roberto Jefferson está detido desde o mês de agosto de 2021, após determinação de Moraes. Ele é acusado de participar de uma suposta milícia digital que realizou ataques às instituições democráticas. A organização criminosa teria sido montada, principalmente, para as eleições de 2022.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email