Moraes reage à decisão de Aras de pedir arquivamento do inquérito sobre atos antidemocráticos e retira sigilo do processo

Após o procurador-geral da PGR, Augusto Aras, solicitar o arquivamento do inquérito sobre atos antidemocráticos, o ministro do STF Alexandre de Moraes determinou a retirada do sigilo do inquérito que apura quem organizou e financiou manifestações bolsonaristas pedindo intervenção militar e a adoção de um novo AI-5

Alexandre de Moraes e Augusto Aras
Alexandre de Moraes e Augusto Aras (Foto: Nelson Jr./SCO/STF | Bruno Batista/VPR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a retirada do sigilo do inquérito que apura a organização de atos antidemocráticos. A decisão ocorre após o o procurador-geral da PGR, Augusto Aras, defender o arquivamento da investigação.

O inquérito apura quem organizou e financiou atos bolsonaristas exigindo a intervenção militar e a adoção de um novo AI-5. 

As manifestações extremistas ocorreram no ano passado e contaram com o apoio de aliados conhecidos de Jair Bolsonaro, como Sara Winter, do deputado Daniel Silveira e o blogueiro Oswaldo Eustáquio. 

"No caso dos autos, embora a necessidade de cumprimento das numerosas diligências determinadas exigisse, a princípio, a imposição de sigilo à totalidade dos autos, é certo que, diante do relatório parcial apresentado pela autoridade policial – e com vista à Procuradoria Geral da República, desde 4/01/2021 – não há necessidade de manutenção da total restrição de publicidade",  informa o ministro no despacho que tirou o sigilo do inquérito.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email