Mourão diz que "incidente" com Gilmar está superado e que que não se pode perder tempo com "picuinhas"

“Acho que o ministro errou. Mas considero que esse incidente está superado, vida que segue. Temos coisas muito mais importantes para resolver do que ficar discutindo essas picuinhas”, afirmou o vice-presidente, general Hamilton Mourão

Hamilton Mourão e Gilmar Mendes
Hamilton Mourão e Gilmar Mendes (Foto: Isac Nóbrega/PR | Fellipe Sampaio /SCO/STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vice-presidente, general Hamilton Mourão, afirmou que o “incidente” com o ministro do Supremo Tribunal federal (STF) Gilmar Mendes está “superado” e que não se deve perder tempo com “picuinhas”. Declaração de Mourão, veio após ele ter cobrado um pedido de desculpas por parte de Gilmar, que afirmou que o Exército está se associando a um “genocídio” no tocante à gestão dos militares à frente do Ministério da Saúde no enfrentamento à pandemia da Covid-19. 

“Acho que o ministro errou. Mas considero que esse incidente está superado, vida que segue. Temos coisas muito mais importantes para resolver do que ficar discutindo essas picuinhas”, disse Mourão em entrevista à Rádio Gaúcha nesta sexta-feira (17). Gilmar não pediu desculpas, mas  divulgou uma nota onde afirmou que não buscou atingir a honra das Forças Armadas.

Ainda segundo Mourão, a iniciativa de Gilmar em ligar para o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello,  abriu “uma ponte” para o diálogo. “O próprio ministro Gilmar Mendes tomou a iniciativa de ligar para o ministro Pazuello. O ministro Pazuello conversou com o presidente. Foi estabelecida a ponte. Como eu disse, vida que segue”, observou. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247