PML: Lava Jato conseguiu produzir a desagregação do STF

Paulo Moreira Leite apontou que a decisão de Edson Fachin para blindar a Lava Jato demonstra que “a suprema corte virou futebol de várzea”. Assista sua participação no programa Bom Dia 247

Paulo Moreira Leite, Edson Fachin e Dias Toffoli
Paulo Moreira Leite, Edson Fachin e Dias Toffoli (Foto: Brasil 247 | STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Paulo Moreira Leite, em participação no programa Bom Dia 247 desta terça-feira (4), lamentou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin para blindar a Lava Jato e destacou que “não existe mais hierarquia ou respeito pelas decisões, pois o STF virou um verdadeiro futebol de várzea”. 

Em seu comentário, Moreira Leite fez referência à determinação de Fachin que derrubou a decisão do presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, responsável pro validar o compartilhamento de dados da força-tarefa da Lava Jato com a Procuradoria-Geral da República (PGR). Fachin é relator de ação da PGR que questiona suposta ingerência dos procuradores da Lava Jato ao investigarem os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). 

Na visão do jornalista, o STF virou “uma disputa em ganha mais quem fala mais grosso”. “Não existe legitimidade nesta decisão motivada por vontades pessoais”, acrescentou. 

Segundo Moreira Leite, “está faltando uma liderança na Corte e isso é muito perigoso”. "O STF precisa de juízes com mais senso de responsabilidade, pois aquilo ali virou briga de rua”, avaliou.

Inscreva-se na TV 247 e confira: 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247