PSOL: Moro faz uma sequência de atentados à democracia

De acordo com o PSOL, presidido nacionalmente por Juliano Medeiros, o ministro Sérgio Moro (Justiça) "age como chefe de quadilha. A Portaria 666, publicada hoje, ameaça estrangeiros de deportação sumária por motivos nebulosos"; "É uma sequência de atentados à democracia: destruição de provas, ameaças, mentiras... Até onde Moro pode ir?", questionou

247 - O PSOL, presidido nacionalmente por Juliano Medeiros, bateu duro no ministro da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Sérgio Moro, por causa de uma postaria que pode resultar na deportação do jornalista Glenn Greenwald.

"Age como CHEFE DE QUADRILHA. A Portaria 666, publicada hoje, ameaça estrangeiros de deportação sumária por motivos nebulosos. É uma sequência de atentados à democracia: destruição de provas, ameaças, mentiras... Até onde Moro pode ir?", postou a legenda no Twitter.

De acordo com o documento do MJSP, a portaria "regula o impedimento de ingresso, a repatriação, a deportação sumária, a redução ou cancelamento do prazo de estada de pessoa perigosa para a segurança do Brasil ou de pessoa que tenha praticado ato contrário aos princípios e objetivos dispostos na Constituição Federal, para aplicação do § 2º do art. 7º, da Lei nº 9.474, de 22 de julho de 1997, do inciso IX do art. 45 e do § 6º do art. 50 da Lei nº 13.445, de 24 de maio de 2017, do parágrafo único do art. 191 e do art. 207, ambos do Decreto nº 9.199, de 20 de novembro de 2017".

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247