"Acredito muito na solução desse impasse nas próximas semanas", diz Pacheco sobre sabatina de Mendonça

Tem aumentado a pressão sobre o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre, que é responsável por marcar a sabatina do indicado ao STF, para que agende a audiência de André Mendonça

Rodrigo Pacheco e Davi Alcolumbre
Rodrigo Pacheco e Davi Alcolumbre (Foto: Pedro França/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Em entrevista a jornalistas na noite desta quarta-feira (13), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que tem confiança no presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), para solucionar o impasse acerca da sabatina do ex-ministro André Mendonça, indicado por Jair Bolsonaro a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

Senadores têm articulado uma manobra para que a sabatina, de responsabilidade da CCJ e que deve ser agendada pelo presidente da comissão, ocorra no plenário do Senado, já que Alcolumbre tem se mostrado contra a realização da audiência. 

"Acredito plenamente que possa ser resolvida na CCJ, tal como se determina a norma, que a CCJ tem essa atribuição da sabatina. É a comissão especializada para uma aferição da qualidade das condições de um indicado para o STF. Acredito muito na solução no âmbito da CCJ e, aí sim, com o parecer da CCJ, é que se possa deliberar no plenário", declarou Pacheco. "Acredito muito na solução desse impasse nas próximas semanas".

PUBLICIDADE

Questionado sobre o que faria caso Alcolumbre, mesmo após seus apelos, continuasse a travar a sabatina, Pacheco saiu pela tangente e elogiou o colega senador: "não posso falar por hipótese. Acredito muito na solução no âmbito da CCJ e tenho plena confiança na capacidade, na sabedoria e no exercício pleno das prerrogativas do presidente Davi Alcolumbre, que é um ex-presidente do Senado que merece nosso respeito, que deu uma grande contribuição para o país quando foi presidente do Senado e que dará também como presidente da CCJ. Não tenho dúvida em uma solução dentro da normalidade regimental, constitucional".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email