Contra Alcolumbre, senadores querem levar sabatina de Mendonça para o plenário do Senado

Parlamentares afirmam que o regimento interno do Senado estipula que proposições sejam votadas pela CCJ em 20 dias. Após o prazo, dizem os senadores, o tema pode ser tratado pelo plenário

Davi Alcolumbre e Rodrigo Pacheco
Davi Alcolumbre e Rodrigo Pacheco (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Diante da indisposição do presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), para marcar a sabatina do ex-ministro André Mendonça, indicado por Jair Bolsonaro a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), senadores pedirão ao presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que a sabatina seja realizada no plenário.

De acordo com Lauro Jardim, do jornal O Globo, parlamentares afirmam que o regimento interno do Senado estipula que proposições sejam votadas pela CCJ em 20 dias. A indicação de Mendonça foi enviada ao colegiado em 18 de agosto.

Os senadores argumentam então que, com o fim do prazo, Pacheco pode determinar que a sabatina seja feita no plenário.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email