Bolsonaro sobrevoa de helicóptero ato que pede intervenção militar

Atos defenderam medida não prevista na Constituição: militares no poder com Bolsonaro na presidência, ou seja, sem o STF e o Congresso Nacional

(Foto: Seguidores acenam para o helicóptero (reprodução))
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro usou neste sábado um helicóptero das Forças Armadas para sobrevoar a Esplanada do Ministérios, onde algumas centenas de pessoas se reuniram.

Manifestações aconteceram também em Copacabana, no Rio de Janeiro, na Avenida Paulista, em São Paulo, e no Parque Moinhos de Vento, em Porto Alegre, além de outras capitais.

Os atos reuniram muito menos apoiadores do que nas edições do ano passado.

Nas redes sociais, os bolsonaristas subiram a hashtag "Eu Autorizo", em referência a uma fala de Bolsonaro, há cerca de duas semanas, em que o presidente disse que esperava "um sinal do povo" para agir, sem deixar claro a que tipo de ação estava se referindo.

Nas manifestações, algumas faixas defendiam uma "intervenção militar com Bolsonaro no poder", além da aprovação do voto impresso e o fim das medidas de restrição de circulação decretadas nos Estados para conter a pandemia de covid-19.

Eduardo Bolsonaro participou do ato em Brasília. Ele estava com a máscara no queixo e em meio a apoiadores que também não usavam a proteção contra covid-19.


 


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email