Caiado rebate Maia: foi acometido pela 'síndrome da ansiedade de poder'

Após Rodrigo Maia criticar a aproximação do DEM com o governo Jair Bolsonaro, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, sugeriu que o deputado ficou revoltado porque gostaria de ter mais poderes dentro da sigla

(Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, reagiu com indignação ao posicionamento de Rodrigo Maia (RJ), após o deputado federal, que havia anunciado a saída do DEM, criticar a aproximação do partido com o governo Jair Bolsonaro. 

"O [email protected], infelizmente, foi acometido por uma síndrome que atinge com muita frequência as pessoas que não aceitam deixar o poder: 'síndrome da ansiedade de poder'. A foto escolhida pelo Valor Econômico identifica a face de desequilíbrio do paciente", disse o chefe do Executivo estadual no Twitter. 

"E o mais grave: ele faz questão de deixar claro que está saindo do Democratas e colocando seu nome a LEILÃO. A sua entrevista não deve ser considerada pela classe política porque é indicadora de internação hospitalar", complementou o governador em referência à entrevista de Maia concedida ao jornal Valor Econômico. 

Em suas declarações, Maia disse que "a movimentação da cúpula do partido, principalmente do seu presidente e do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, deixou claro que há a intenção de aproximação maior com o governo Bolsonaro, que não será apenas uma relação parlamentar com a agenda econômica, mas mais ampla". 

"Deste partido eu não tenho mais como participar porque não acredito que esse governo tenha um projeto, primeiro, democrático e, segundo, de país", afirmou o deputado (veja aqui).

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email