Coalizão Negra por Direitos protocola impeachment de Bolsonaro e faz protesto em Brasília

O pedido aponta crimes de responsabilidade de Bolsonaro na violação dos direitos individuais e sociais por negligência ao combate à pandemia. O ato foi seguido por protesto em frente ao Congresso Nacional. Leia a íntegra do 56° pedido de impeachment de Bolsonaro

Integrantes da Coalizão Negra por Direitos protestam contra Bolsonaro após protocolar pedido de impeachment
Integrantes da Coalizão Negra por Direitos protestam contra Bolsonaro após protocolar pedido de impeachment (Foto: Matheus Alves e Pedro Borges/Alma Preta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Coalização Negra por Direitos protocolou nesta quarta-feira, 12, um pedido de impeachment contra Jair Bolsonaro. Trata-se do 56º pedido do tipo contra o chefe do Executivo.

O pedido aponta crimes de responsabilidade de Bolsonaro na violação dos direitos individuais e sociais por negligência ao combate à pandemia. O ato foi seguido por protesto em frente ao Congresso Nacional. Os manifestantes usaram cruzes pretas com os dizeres “Fora Bolsonaro” e outras palavras de ordem.

O pedido de impeachment é assinado por 600 entidades e diversas personalidades, negras e brancas. Sueli Carneiro, Vilma Reis, Bianca Santana, Emicida, Dexter, Salgadinho, Rappin’Hood, Chico Buarque, Nando Reis, Douglas Belchior, Silvio de Almeida, Antônio Pitanga, Fábio Porchat, Antonio Tabet, Fernando Meirelles, Aranha, Sidarta Ribeiro e Bel Coelho, entre outros, apoiam a iniciativa. 

Douglas Belchior, do movimento negro UNEafro que compõe a Coalizão, afirmou que o vírus mata principalmente os negros e os mais pobres. “A doença que é letal a todos, no Brasil mata principalmente os negros e as negras, porque é uma doença que mata os pobres, aqueles que não têm acesso à saúde pública, que não tem casa e não tem acesso à educação por parte do Estado. Por isso, hoje é um dia simbólico da luta negra brasileira. Nós falamos em nosso próprio nome, fora, Bolsonaro”.

Leia, abaixo, a íntegra do pedido:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247