Combate ao rol taxativo da ANS pode ter semana decisiva no Congresso

Projeto de lei que obriga planos de saúde a cobrirem os gastos com tratamentos que ficaram de fora do rol da ANS pode ser votado hoje na Câmara e amanhã no Senado

www.brasil247.com -
(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)


Por Guilherme Levorato, 247 - Desde que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu pelo rol taxativo da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), desobrigando planos de saúde a custear exames ou tratamentos que estivessem de fora da lista da agência, entidades de vários segmentos se mobilizaram nacionalmente para pressionar o Congresso Nacional contra o rol taxativo. 

De acordo com a decisão do STJ, explica ao Brasil 247 o advogado e presidente da Associação Amigos do Brasil em prol da ética (Abra), Cleiton dos Reis, "o paciente, para ter acesso a determinado tratamento, teria que, cumulativa e dificilmente, superar quatro exigências", o que, na prática, inviabiliza a continuidade de cuidados de saúde de uma grande parcela dos brasileiros.

>>> Entidades exigem do Congresso votação do PL 2033/22, que define destino de 50 milhões de usuários de planos de saúde

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), constituiu um Grupo de Trabalho para analisar o rol da ANS e criou-se o Projeto de Lei (PL) 2033/22, "resultado de árduo esforço, muito debate e muita negociação desses deputados e, também, da atuação diária e incansável da sociedade civil, especialmente porque a redação do PL conseguiu conciliar, depois de muitas alterações, a não onerosidade excessiva do consumidor com a sustentabilidade do mercado", relata Reis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lira, segundo o advogado, havia prometido dar celeridade à votação do PL. Nesta terça-feira (2), o Grupo de Trabalho da Câmara fez mais uma alteração no texto e, agora, promete votar o texto em regime de urgência nesta quarta-feira (3). Se aprovado, espera-se que a proposta siga para votação no Senado já na quinta-feira (4) ou, no mais tardar, na semana que vem. "Hoje, por volta de 15h, a Mobilização Nacional antecipará a defesa do PL 2033/2022 com vários senadores numa audiência que foi agendada ontem", informa o presidente da Abras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) se encontrou na terça-feira com líderes partidários e ficou combinado que eles lhe entregarão uma lista de projetos considerados prioritários para votação na segunda semana de agosto. Dentre os projetos que podem constar da lista está o de combate ao rol taxativo da ANS. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email