Gabinete de Bolsonaro deputado teve incomum rotatividade salarial de assessores

Análise de documentos relativos aos 28 anos de vida parlamentar de Jair Bolsonaro revela movimentações estranhas, como exonerações e recontratações no mesmo dia e salários até quadruplicados que depois eram reduzidos a menos da metade

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Enquanto deputado federal por 28 anos, Jair Bolsonaro registrou uma rotatividade intensa e incomum de assessores, atingindo um a cada três dos mais de cem funcionários que passaram pelo gabinete do parlamentar na época, entre os anos de 1991 e 2018, segundo documentos analisados por reportagem do jornal Folha de S. Paulo. 

A Câmara dos Deputados proibiu, por ser considerada lesiva aos cofres públicos, a prática também identificada no gabinete de Bolsonaro de exonerar e recontratar auxiliares no mesmo dia.  

Alguns assessores tiveram seus salários dobrados, triplicados ou quadruplicados em um único dia, segundo consta nos boletins administrativos da Câmara dos Deputados. Os subsídios também foram reduzidos a menos da metade pouco tempo após registrar um aumento, aponta a reportagem. 

Flávio Bolsonaro, quando ocupava uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), empregou nove assessores antes lotados na Câmara dos Deputados, no gabinete de Jair Bolsonaro. A identificação só foi possível após a justiça autorizar a quebra do sigilo dos funcionários de Flávio na Alerj, na investigação sobre “rachadinha” - prática que consiste no desvio de dinheiro público por meio da apropriação de parte do salários de funcionários.

Entre os nove assessores identificados no gabinete de Flávio Bolsonaro, pelo menos seis constam na lista dos que tiveram intensa movimentação salarial promovida por Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email