Maia responde Bolsonaro: "bloco Democracia e Liberdade se une para condenar o autoritarismo, o fascismo e a incompetência"

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, respondeu Jair Bolsonaro, que o comparou com o PT, pelo apoio da legenda de esquerda a seu candidato para a presidência da Casa, Baleia Rossi. Ele ainda defendeu o bloco de 11 partidos em torno do seu candidato

Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro
Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro (Foto: divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), respondeu Jair Bolsonaro, que, para provocá-lo, o comparou com o PT, pelo apoio da legenda de esquerda a seu candidato para a presidência da Casa, Baleia Rossi (MDB).

Nesta sexta-feira, 8, Maia ainda saiu em defesa do bloco de 11 partidos que irão apoiar a candidatura de Baleia.

“Não me surpreende que o presidente Bolsonaro critique a união de partidos em apoio à candidatura de Baleia Rossi à presidência da Câmara. Só compreendem o nosso gesto aqueles que defendem a democracia antes de tudo. Aqueles que respeitam diferenças e valorizam o diálogo”, escreveu o parlamentar.

“O bloco Democracia e Liberdade defende o papel da política, a relevância de todos os partidos, na construção de soluções para o país”, afirmou Maia. Dentro da coalizão estão partidos de oposição, como PT, PSB, PDT, PCdoB e Rede, e legendas próximas do DEM (PSDB, MDB, PV, Cidadania e PSL - que rachou).

“Não custa lembrar que em plena pandemia Bolsonaro estava em praça pública instigando manifestações pelo fechamento do Congresso Nacional e do STF”, afirmou o presidente da Câmara.

“O bloco Democracia e Liberdade se une pra condenar o autoritarismo, o fascismo e a incompetência. São muito naturais as críticas e o incômodo de Bolsonaro à nossa união”, finalizou.

Mais cedo, no Palácio do Alvorada nesta sexta, Bolsonaro, que apoia a candidatura de Arthur Lira (PP), resgatou o voto dado por Maia na sessão do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff para criticar a união.

“O Rodrigo Maia, quando votou pela cassação da Dilma, deu um voto criticando o PT, que perseguiu o pai dele quando era prefeito no Rio. Deu um voto firme, objetivo, apontando que o PT era a maior desgraça do mundo. Hoje, está junto com o PT nas eleições da Presidência da Câmara. Pelo poder, água e óleo se misturam. Se bem que ali acho que não é água e óleo, não, são duas coisas muito parecidas”, afirmou Bolsonaro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email