Bolsonaro mostra incômodo com aliança entre PT e Maia e diz que ambos "são duas coisas muito parecidas”

Bolsonaro lembrou do voto favorável de Maia ao golpe contra Dilma para apontar incoerência na aliança do atual presidente da Câmara com o partido. "Hoje, tá junto do PT nas eleições para presidente da Câmara. Então é… Pelo poder, água e óleo se misturam"

Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro
Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro (Foto: Alan Santos/PR | Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em fala a apoiadores na manhã desta sexta-feira (8), Jair Bolsonaro criticou a aliança entre o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o PT para a eleição do deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) como novo presidente da Casa a partir de fevereiro.

Bolsonaro relembrou o voto de Maia a favor do golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff para apontar incoerência na aliança entre os setores. O PT se uniu a Maia e outros partidos para evitar que o candidato bolsonarista, Arthur Lira (PP-AL), seja eleito e, assim, Bolsonaro tenha controle sobre o Legislativo.

“O Rodrigo Maia, quando votou pela cassação da Dilma, deu um voto criticando o PT, que perseguiu o pai dele que era prefeito no Rio. E deu um voto firme, objetivo e apontando que o PT era a maior desgraça do mundo. Hoje, tá junto do PT nas eleições para presidente da Câmara. Então é… Pelo poder, água e óleo se misturam. Se bem que acho que ali não é água e óleo não, são duas coisas muito parecidas”, falou Bolsonaro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email