PF abre inquérito paralelo ao da PGR e fará novas diligências sobre atos antidemocráticos

Após pedir o adiamento de operação contra bolsonaristas, delegada Denisse Ribeiro formalizou uma investigação própria para conduzir suas linhas de apuração, em complementação às já solicitadas pela PGR

Polícia Federal
Polícia Federal (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal abriu um novo inquérito para conduzir suas próprias linhas de investigação no inquérito sobre os atos antidemocráticos, que tramita no Supremo Tribunal Federal, sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes.

Na semana passada que a delegada responsável pelo caso, Denisse Dias Rosas Ribeiro, se manifestou contrariamente à deflagração de operação que mirou bolsonaristas envolvidos nos atos antidemocráticos, realizada na última terça-feira a pedido da PGR e que cumpriu busca e apreensão contra 21 alvos. 

Segundo o jornal O Globo, o despacho da delegada afirma que o inquérito da PF tramitará separadamente ao conduzido pela PGR, mas ambos se complementarão. Os dois ficam vinculados ao mesmo inquérito em tramitação no Supremo Tribunal Federal, sob relatoria do ministro Alexandre de Moraes.

"A partir dessa delimitação e com a finalidade de confrontar as hipóteses citadas e obter dados aptos a preencher as diversas lacunas, deu-se cumprimento, no dia 16JUN2020, a mandados de busca e apreensão exarados pelo douto juízo, com esforços policiais sendo realizados em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Santa Catarina, Maranhão e Minas Gerais, no âmbito da operação policial agora denominada LUME, assumindo a Polícia Federal a condução da presente investigação com realização de diversas diligências voltadas ao esclarecimento dos fatos", escreveu a delegada.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247