Planalto teve acesso prévio a plano de demissões do Banco do Brasil

O plano afeta 5 mil funcionários com o fechamento de 361 pontos de atendimento

Edifício sede do Banco do Brasil, em Brasília.
Edifício sede do Banco do Brasil, em Brasília. (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Integrantes do Palácio do Planalto tiveram acesso prévio ao projeto de demissões do Banco do Brasil, segundo o Correio Braziliense. O plano afeta 5 mil funcionários com o fechamento de 361 pontos de atendimento.

“Não há motivo para alguém do governo se dizer surpreso”, afirmou um executivo do BB à reportagem. Jair Bolsonaro, porém, afirmou ter ficado surpreso com o plano e ameaçou demitir o presidente do BB, André Brandão.

A medida, na realidade, era esperada pelos brasileiros, uma vez que foi Bolsonaro quem nomeou Brandão, funcionário de bancos privados, para dirigir o banco estatal brasileiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247