Procuradoria do DF pede que justiça obrigue governo a revelar quem são os dois pacientes com coronavírus

Procuradoria do Distrito Federal pediu que a Justiça Federal do DF intime o governo a revelar “prontamente” os nomes omitidos dos dois pacientes com coronavírus cujos testes foram realizados no Hospital das Forças Armadas. Segundo o jornalista Vicente Nunes, os nomes seriam os de Jair Bolsonaro e Michelle

Jair Bolsonaro, Michelle Bolsonaro e o Hospital das Forças Armadas (HFA)
Jair Bolsonaro, Michelle Bolsonaro e o Hospital das Forças Armadas (HFA) (Foto: PR | Google/Reprodução)

Jeferson Miola, em seu Blog - Na tarde desta terça-feira (24), a Procuradoria do DF pediu que a Justiça Federal do DF intime o governo a revelar “prontamente” os nomes omitidos dos 2 pacientes com coronavírus cujos testes foram realizados no Hospital das Forças Armadas [HFA].

Na petição, a Procuradoria do DF afirma que “o quantitativo de pacientes com sorologia positiva para o vírus COVID-19 informado pelo HFA não coincide com o divulgado por diversos órgãos da imprensa nacional”.

Citando repercussão no noticiário, a petição diz que “Com efeito, à vista do que tem noticiado a mídia nacional, há divergência quanto à existência de 2 (dois) pacientes cujos nomes não teriam sido informados pela ré [União]”.

“Diante de tal discrepância”, segue a petição da Procuradoria, “requer o Distrito Federal, com urgência, que a União Federal seja intimada a prestar, prontamente, os pertinentes esclarecimentos”.

Na tarde de hoje, o jornal Correio Braziliense noticiou que “integrantes do Palácio do Planalto admitem que os dois nomes dos pacientes com testes positivos para o novo coronavírus sonegados à Justiça pelo Hospital das Forças Armadas podem ser os do presidente Jair Bolsonaro e da primeira-dama, Michele”.

A recusa do governo em revelar a verdade contraria a legislação sanitária e os protocolos nacionais e internacionais para o controle da disseminação da pandemia.

Se Bolsonaro tiver a infecção por coronavírus, sua situação política fica bastante complicada. E, além disso, ele poderá ter de responder a queixa-crime no STF por cometer crime contra a saúde pública [aqui].

Petição da Procuradoria do DF: Petição intercorrente

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247