Weintraub presta depoimento à PF e fica em silêncio sobre ataque que fez a ministros do STF

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, prestou depoimento para a Polícia Federal (PF) na manhã desta sexta-feira, 29, em inquérito das Fake News, aberto pelo STF. Ele ficou em silêncio

www.brasil247.com - Ministro da Educação, Abraham Weintraub, na Câmara dos Deputados 15/05/2020
Ministro da Educação, Abraham Weintraub, na Câmara dos Deputados 15/05/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)


247 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, prestou depoimento para a Polícia Federal (PF) na manhã desta sexta-feira, 29, em inquérito das Fake News, aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A ordem partiu do ministro do STF Alexandre de Moraes, que preside o inquérito, que apura a disseminação de notícias falsas e ameaças aos ministros do tribunal. O ministro da Educação compareceu na condição de investigado e foi perguntado sobre a declaração feita em reunião ministerial no dia 22 de abril, em que pede a prisão dos integrantes do Supremo, chamando-o de vagabundos.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, Abraham Weintraub ficou em silencio sobre o assunto. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF", disse Weintraub na reunião ministerial. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O governo federal tentou impedir o depoimento, através do ministro da Justiça, André Luiz Mendonça, entrou com um habeas corpus preventivo no STF. O pedido foi estendido a todos os alvos de mandados de busca e apreensão no inquérito. Na quarta-feira, 27, a PF cumpriu 29 mandados do tipo, contra 17 aliados de Jair Bolsonaro. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email