Ciro: "Bolsonaro é macaco em casa de louça" e destrói diplomacia brasileira

Pedetista associou a destruição às relações diplomáticas solidamente estabelecidas por décadas. Citou brigas desnecessárias compradas pelo líder de extrema-direita com países importantes e estratégicos, como Alemanha, Noruega, França, Argentina, Venezuela e, agora, Chile.

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

247 - O ex-governador do Ceará (PSDB, 1991-1994) e candidato do PDT à Presidência da República em 2018, Ciro Gomes, é outra personalidade a repudiar a perversidade de Jair Bolsonaro (PSL) ao enaltecer a tortura e morte do pai da ex-presidente do Chile e atual alta comissária para Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet. 

Com a acidez e as figuras de linguagem que lhe são habituais, Ciro afirmou que "o presidente é um verdadeiro macaco em casa de louça", isto é, que não sabe se portar e destrói tudo ao redor. No caso, Ciro associou a destruição às relações diplomáticas brasileiras, solidamente estabelecidas ao longo de décadas.

Em resposta à manifesta preocupação de Bachelet com a violação de direitos humanos pelas forças de segurança no Brasil, bem como com o enfraquecimento da democracia no país, o líder da extrema-direita brasileira depreciou o pai da alta comissária, morto pelo regime militar de Augusto Pinochet (1973-1990). De acordo com Bolsonaro, a tortura e morte de que foi vítima o brigadeiro Alberto Bachelet em 1974 se justifica e merece enaltecimento por se tratar do enfrentamento ao comunismo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247