Em guerra com PSL, Bolsonaro desiste de ir a missa por Irmã Dulce em Salvador

Em meio à crise travada com seu próprio partido, Jair Bolsonaro cancelou sua participação na comemoração da canonização de Irmã Dulce, marcada para o próximo dia 20. Planalto diz que desistência foi por "questões de agenda". O vice Hamilton Mourão participará da cerimônia de canonização, presidida pelo papa Francisco no próximo domingo, 13, no Vaticano

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

247 - Em meio à crise com o PSL, Jair Bolsonaro cancelou a sua participação na comemoração da canonização da Irmã Dulce, marcada para o próximo dia 20, em Salvador. 

O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 9, pelo Palácio do Planalto, que justificou a desistência por "questões de agenda". O vice-presidente Hamilton Mourão vai participar da cerimônia de canonização presidida pelo papa Francisco no próximo domingo, 13, no Vaticano.

A ida de Bolsonaro havia sido anunciada pelo porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, no início de julho. Segundo ele, a presença do presidente reforçaria a crença “na importância de o Brasil ser um Estado laico”. O presidente é evangélico, assim como a mulher, Michelle.

Sobre a possibilidade de deixar o PSL, air Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira 9 que ainda não irá deixar a legenda. "Por enquanto, eu continuo [no PSL]. Não tem crise. Briga de marido e mulher, de vez em quando acontece. O problema não é meu. O pessoal quer um partido diferente, atuante", disse ele ao deixar o Palácio do Planalto (leia mais no Brasil 247).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247