Lula fala em recuperar Petrobrás e defende botijão de gás na cesta básica

“As pessoas não podem pagar 10% do salário mínimo num botijão de gás”, disse o ex-presidente, ao lançar candidatura de Jerônimo Rodrigues na Bahia

www.brasil247.com - Jaques Wagner, Rui Costa, Lula, Jerônimo Rodrigues, Geraldo Júnior e Otto Alencar
Jaques Wagner, Rui Costa, Lula, Jerônimo Rodrigues, Geraldo Júnior e Otto Alencar (Foto: Ricardo Stuckert)


247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve nesta quinta-feira (31) no lançamento da pré-candidatura de Jerônimo Rodrigues (PT), atual secretário de Educação, ao governo da Bahia. A cerimônia aconteceu no Wet Salvador, na Avenida Paralela, e contou com a presença do atual governador, Rui Costa, do senador Jaques Wagner e da presidenta do PT, Gleisi Hoffmann. 

Lula fez longos elogios aos presentes. “Esse homem é um dos maiores exemplos de dignidade”, falou sobre Otto Alencar, lembrando do desempenho do parlamentar, que também é médico, na CPI da Covid. E resgatou a atuação de Wagner no Ministério do Trabalho durante seu governo: “90% das categorias organizadas faziam acordo salariais acima da inflação. Esse ano foram apenas 7%. 93% fizeram acordos iguais ou inferiores à inflação”. Já Jerônimo foi comparado pelo ex-presidente ao personagem “Jerônimo, o herói do sertão”

O evento aconteceu após Rui Costa, que havia ficado sem apoio do PP na chapa, ter fechado aliança com o MDB no estado, que deixou o apoio ao principal adversário, ACM Neto. Otto Alencar, que disputará reeleição ao Senado pelo PSD, completa a chapa.

Em seu discurso, Lula falou que o Brasil recuperará a democracia nessas eleições. “Em 2018, a mentira e a ignorância venceram a inteligência. Mas em 2022, a esperança vai vencer e vamos acabar com esse fascismo e recuperar a democracia no Brasil”.

Falou em recuperar a Petrobrás defendeu o botijão de gás como item da cesta básica. “As pessoas não podem pagar 10% do salário mínimo num botijão de gás. Ele deveria ser distribuído e fazer parte da cesta básica”, afirmou.

Sobre Bolsonaro, observou que “a única coisa que ele sabe fazer é contar sete mentiras por dia, e o povo não quer sete mentiras por dia”. E deu um conselho ao presidente: “se não sabe governar, pede para ir ao banheiro e não volta mais”.

Assista à íntegra de seu discurso:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247