Crivella mantém confinamento por 15 dias, mas autoriza abertura de conveniências

Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, disse que as lojas poderão voltar a funcionar apenas para que a população compre e leve os produtos para casa. Lojas de materiais de construção também abrirão as portas

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Agência Brasil com 247 - A cidade do Rio de Janeiro manterá as medidas de isolamento social por pelo menos mais 15 dias, de acordo com o prefeito Marcelo Crivella. Escolas permanecem sem aula, o comércio continua restrito e os transportes públicos seguem circulando com a recomendação de não aglomerarem pessoas. As medidas foram tomadas para conter o avanço da pandemia de covid-19. 

“Esses próximos 15 dias são importantíssimos. O sacrifício que estamos fazendo agora dará bons frutos. Nós vamos vencer essa crise”, disse o prefeito em coletiva de imprensa online transmitida na manhã de hoje (25). “É fundamental, mais que necessário, incontornável e inadiável mantermos nossa medidas de afastamento social nos próximos 15 dias. Peço a vocês que considerem isso como fundamental para que a vida volte ao normal” 

O prefeito comentou o pronunciamento feito ontem (24) pelo presidente Jair Bolsonaro, afirmando que é necessário mostrar que as medidas tomadas estão surtindo efeito.

“Na verdade, o que entendemos do pronunciamento do presidente é que é preciso enxergar a luz do fim do túnel. É preciso que se passe a mensagem para as pessoas que o sacrifício vai dar frutos. Isso que estamos fazendo, que é o isolamento social, logo vai nos trazer de volta às atividades normais”.  

Crivella disse que irá autorizar o funcionamento de lojas de conveniência nos postos de gasolina a partir da 0h de quinta-feira (26). As lojas poderão voltar a funcionar apenas para que a população compre e leve os produtos para casa, sem consumi-los no local. Além disso, também poderão ser retomadas as atividades das lojas de materiais de construção, que terão regras específicas para o funcionamento. Essas retomadas dependem ainda de alterações legais. 

De acordo com dados da prefeitura, a cidade do Rio de Janeiro registra, até o momento, 278 casos confirmados e 166 casos suspeitos de covid-19. Uma pessoa morreu em decorrência da infecção, 15 estão internadas em unidade de tratamento intensivo (UTI) e 28, hospitalizadas. Os números serão atualizados na noite de hoje. 

Em todo o país, de acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde, 46 pessoas morreram em decorrência do novo coronavírus e são 2,2 mil os casos confirmados. 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247