Dilma visita obras de ampliação do metrô do Rio

A presidente Dilma visitou as obras do túnel entre São Conrado e a Barra da Tijuca, com cerca de 5,2 quilômetros de extensão; as obras são parte da Linha 4 do metrô, que, ao todo, terá 16 km e conta com financiamento de R$ 6,6 bilhões do BNDES; o metrô está previsto para entrar em operação em 2016

12-05-2015; Rio de Janeiro; Governador Luiz Fernando Pezão, a presidente Dilma Rousseff e o prefeito Eduardo Paes na visita à travessia do túnel de conexão entre São Conrado e Barra na Linha 4 do Metrô; 

Foto: Shana Reis/ GERJ
12-05-2015; Rio de Janeiro; Governador Luiz Fernando Pezão, a presidente Dilma Rousseff e o prefeito Eduardo Paes na visita à travessia do túnel de conexão entre São Conrado e Barra na Linha 4 do Metrô; Foto: Shana Reis/ GERJ (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 – A presidente Dilma Rousseff visitou, nesta terça-feira (12), as obras do túnel entre São Conrado e a Barra da Tijuca, com cerca de 5,2 quilômetros de extensão. As obras são parte da Linha 4 do metrô, que, ao todo, terá 16 km e conta com financiamento de R$ 6,6 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O metrô está previsto para entrar em operação em 2016.

Do total aprovado para a Linha 4, o BNDES já desembolsou R$ 4,1 bilhões. O financiamento do Banco foi concedido ao Estado do Rio de Janeiro, responsável pela execução de toda a infraestrutura de túneis, vias e estações, além dos sistemas auxiliares e elétricos, e os investimentos somam R$ 9,2 bilhões. 

Em seu primeiro ano de operação, estima-se que vão embarcar em dias úteis nas estações da Linha 4 aproximadamente 300 mil pessoas. A Linha é composta de seis estações: Praça Nossa Sra. da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico. 

A implantação da Linha 4 compreende a realização de obras civis, a implantação de via permanente, dos sistemas auxiliares, elétricos, operacionais, inclusive de pilotagem automática, e o fornecimento de material rodante. 

À concessionária  RioBarra, responsável pela operação do trecho, cabem investimentos referentes aos principais sistemas operacionais (sinalização e pilotagem automática), à aquisição de material rodante (15 trens) e a investimentos diversos, no valor de R$ 1,2 bilhão.

Na visita, a presidenta foi acompanhada pelo presidente do BNDES, Luciano Coutinho, pelo governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, entre outras autoridades. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247