Doria volta atrás e veta Copa América em São Paulo

O governador mudou de opinião após conversa com médicos e cientistas do centro de contingência de SP, que o alertaram para os riscos do evento esportivo

www.brasil247.com - João Doria
João Doria (Foto: Governo do Estado de São Paulo)


247 - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), voltou atrás e decidiu nesta terça-feira (1) vetar a realização de partidas da Copa América no estado, segundo Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

Mais cedo, o tucano havia afirmado que barrar a Copa América seria "incoerente", visto que há outros torneios de futebol sendo disputados no estado. Após uma conversa com médicos e cientistas do centro de contingência que o auxiliam no assunto, no entanto, Doria decidiu mudar de posição.

Especialistas relataram ao governador que o evento " representaria uma má sinalização de arrefecimento no controle da transmissão do novo coronavírus", conta Mônica Bergamo.

O secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, foi comunicado sobre a decisão de Doria.

O ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, comunicou que a Copa América no Brasil já está definida. "Confirmada a Copa América no Brasil. Venceu a coerência! O Brasil que sedia jogos da Libertadores, Sul-Americana, sem falar nos campeonatos estaduais e brasileiro, não poderia virar as costas para um campeonato tradicional como este. As partidas serão em  MT, RJ, DF e GO, sem público", escreveu pelo Twitter.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email