Como Bolsonaro, Doria reafirma discurso favorável à Copa América

"Temos que ser coerentes", disse o governador de São Paulo, destacando que há no estado outras competições de futebol em andamento. "Se houver essa decisão da CBF, haverá jogos em São Paulo"

www.brasil247.com - João Doria
João Doria (Foto: Governo do Estado de São Paulo)


247 - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reafirmou nesta terça-feira (1) que está disposto a receber jogos da Copa América no estado. Já na segunda-feira (31) o governador havia dito que não tinha nenhum óbice contra a realização do evento no Brasil, assim como Jair Bolsonaro, que garantiu que o país sediará o torneio.

Doria afirmou que barrar a Copa América em São Paulo seria incoerente, visto que há outros campeonatos de futebol ocorrendo normalmente no estado.

“Temos em São Paulo, autorizado pelo governo, os campeonatos estaduais, o Sul-Americano, torneios para os mais jovens. Temos a Copa do Brasil e o Brasileirão. Ora, temos que ser coerentes, temos que parar o futebol em São Paulo, então. Todos os torneios têm que parar. Agora criminalizar especificamente a Copa América porque veio de fruto de um entendimento do negacionista de Brasília [se referindo ao presidente Jair Bolsonaro], perderemos o bom senso", declarou Doria em entrevista coletiva.

"Se houver essa decisão da CBF, haverá jogos em São Paulo, não vou perder a minha coerência, meu bom senso, em nome da política, por mais adversário que seja o Bolsonaro”, completou o tucano.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email