Freixo: será que Fábio Wajngarten está envolvido com uma rede de fake news?

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) repercutiu a iniciativa do MP de pedir o afastamento de Fábio Wajngarten da chefia da Secom. "Será que isso tem a ver com financiamento da rede de fake news?", questionou

Marcelo Freixo e Fábio Wajngarten
Marcelo Freixo e Fábio Wajngarten (Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) questionou se Fábio Wajngarten, da chefia da Secretaria de Comunicação (Secom) do governo Jair Bolsonaro, não está envolvido com um esquema criminoso de financiamento e propagação de fake news. 

"URGENTE! O Ministério Público pediu o afastamento de Fábio Wajngarten da Secretaria de Comunicação do desgoverno Bolsonaro devido à falta de transparência sobre os gastos com publicidade na internet. Será que isso tem a ver com financiamento da rede de fake news?", escreveu o parlamentar no Twitter.

O subprocurador-geral Lucas Rocha Furtado, responsável pela atuação do Ministério Público no Tribunal de Contas da União (TCU), pediu o afastamento de Fábio Wajngarten da Secom

Agentes da Polícia Federal investigam influenciadores, políticos e empresários bolsonaristas por causa de um esquema que visa a disseminação de fake news. 

Em maio, uma operação da PF cumpriu mandados de busca e apreensão no âmbito do inquérito que investiga a propagação de notícias falsas. Dentre os alvos de investigações estão os empresários Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan e Edgard Corona, fundador da Smart Fit. 

A corporação mira oito deputados bolsonaristas, dentre eles Carla Zambelli (PSL-SP) O  ex-deputado federal Roberto Jefferson é outro investigado.

Também são investigados o blogueiro Allan dos Santos, do site Terça Livre, e a militante bolsonarista Sara Winter.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247