Freixo: silêncio de Bolsonaro, Moro e Witzel diante da morte de Ágatha é 'covardia ensurdecedora'

Para o deputado federal Marcelo Freixo, o silêncio do presidente da República, do ministro da Justiça e do governador do Rio de Janeiro "diante do assassinato brutal de uma criança de 8 anos é de uma covardia ensurdecedora que dá a medida exata do caráter desse trio"

247 - O deputado federal Marcelo Freixo cobrou na noite neste sábado 21 uma postura do presidente da República, Jair Bolsonaro, do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, diante da morte da menina Ágatha Félix, de 8 anos, com um tiro nas costas durante uma operação policial no Morro do Alemão.

Pelo Twitter, Freixo disse que "o silêncio do presidente da República @jairbolsonaro, do ministro da Justiça @SF_Moro  e do governador @wilsonwitzel diante do assassinato brutal de uma criança de 8 anos é de uma covardia ensurdecedora que dá a medida exata do caráter desse trio".

Mais cedo, a OAB-RJ divulgou uma nota criticando o que chamou de "política de extermínio" no Estado do Rio e apontou indignação e perplexidade após as últimas ações da polícia. No final da semana, homens da polícia dentro de um helicóptero atiraram também contra uma escola na Maré.

O presidente do PSOL, Juliano Medeiros, também cobrou Moro diante de uma postagem do ministro que fazia publicidade de uma operação da Polícia Rodoviária Federal:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247