Gaeco faz operação contra o tráfico na Baixada

Em atendimento à denuncia oferecida pelo Gaeco do Ministério Público do Estado do Rio, os policiais da 51ª DP (Paracambi) deram início a operação para desarticular uma quadrilha de traficantes e cumprir mandados de prisão contra envolvidos no tráfico de drogas na localidade conhecida como Lajes; a operação contou com apoio de diversas delegacias da Baixada Fluminense e foram cumpridos 24 mandados de prisão, sendo sete contra pessoas que já estavam em presídios do estado

Em atendimento à denuncia oferecida pelo Gaeco do Ministério Público do Estado do Rio, os policiais da 51ª DP (Paracambi) deram início a operação para desarticular uma quadrilha de traficantes e cumprir mandados de prisão contra envolvidos no tráfico de drogas na localidade conhecida como Lajes; a operação contou com apoio de diversas delegacias da Baixada Fluminense e foram cumpridos 24 mandados de prisão, sendo sete contra pessoas que já estavam em presídios do estado
Em atendimento à denuncia oferecida pelo Gaeco do Ministério Público do Estado do Rio, os policiais da 51ª DP (Paracambi) deram início a operação para desarticular uma quadrilha de traficantes e cumprir mandados de prisão contra envolvidos no tráfico de drogas na localidade conhecida como Lajes; a operação contou com apoio de diversas delegacias da Baixada Fluminense e foram cumpridos 24 mandados de prisão, sendo sete contra pessoas que já estavam em presídios do estado (Foto: Leonardo Lucena)

Nielmar de Oliveira - Repórter da Agência Brasil

Em atendimento à denuncia oferecida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, os policiais da 51ª DP (Paracambi) deram início na manhã de hoje (26) a operação para desarticular uma quadrilha de traficantes e cumprir mandados de prisão contra envolvidos no tráfico de drogas na localidade conhecida como Lajes.

A operação contou com apoio de diversas delegacias da Baixada Fluminense e foram cumpridos 24 mandados de prisão decretados pelo juíza Flávia Beatriz Borges Bastos de Oliveira, sendo sete contra pessoas que já estavam em presídios do estado. Dois homens foram capturados em flagrante e estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão.

O Gaeco ofereceu denuncia contra 31 pessoas pelo crime de associação com o tráfico praticado no município de Paracambi, na Baixada Fluminense. A Polícia Civil fez uma operação na manhã desta quinta-feira para prender os acusados.

De acordo com a denuncia oferecida pelo Ministério Público do estado, o grupo denominado Terceiro Comando Puro (TCP) vendia cocaína e maconha para os consumidores do bairro Lage.

As informações indicam que a droga era comprada na Favela de Acari e levada para Paracambi, onde era vendida. Por meio de um grupo criado pelo aplicativo de mensagens instantâneas Whatsapp, com o nome de Fechamentos, os traficantes trocavam informações sobre a movimentação de cada integrante da quadrilha e monitoravam a atividade policial na região.

Segundo a denúncia, os traficantes criaram um time de futebol com o nome Pino no Prato, em referência aos pinos de plásticos utilizados para armazenar a cocaína vendida em unidades. A organização também mantinha uma página no Facebook, onde faziam apologia ao TCP.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247