Padre Júlio Lancellotti denuncia censura do Twitter, Facebook e Instagram

O líder religioso havia compartilhado a imagem de um artista russo que fez uma performance nu contra a "arquitetura hostil" de São Paulo e teve sua publicação deletada pelas redes sociais

Padre Júlio Lancellotti e Fyodor Pavlov-Andreevich
Padre Júlio Lancellotti e Fyodor Pavlov-Andreevich (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O padre Júlio Lancellotti teve uma publicação postada nesta segunda-feira (15) censurada pelo Twitter, Facebook e Instagram. A informação foi confirmada pelo próprio religioso à Fórum.

A publicação em questão era uma foto da performance do artista russo Fyodor Pavlov-Andreevich, que ficou sentado nu, em uma calçada no bairro dos Jardins, sobre as pedras que foram arrancadas a marretadas pelo padre Júlio e que tinham sido instaladas pela prefeitura de São Paulo na parte de baixo de um viaduto, com o intuito de expulsar pessoas em situação de vulnerabilidade que dormiam no local.

Leia mais na Fórum.

 

 

post-twitter-julio-lancelotti

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email