Paes: “trabalho do governo do Rio na segurança é horrível”

Dois dias após pedir "vergonha na cara" ao governo do Rio, comandado interinamente por Francisco Dornelles, o prefeito Eduardo Paes não poupou críticas sobre a segurança, trabalho que, segundo ele, não vem sendo satisfatório por parte do governo estadual; "Esse é o assunto mais sério do Rio, e o estado está fazendo um trabalho terrível, horrível. O governo está falhando completamente em seu trabalho de policiar e cuidar das pessoas", disparou; nesta segunda-feira, policiais civis, militares e bombeiros fizeram um protesto contra falta de pagamentos e de condições de trabalho

Dois dias após pedir "vergonha na cara" ao governo do Rio, comandado interinamente por Francisco Dornelles, o prefeito Eduardo Paes não poupou críticas sobre a segurança, trabalho que, segundo ele, não vem sendo satisfatório por parte do governo estadual; "Esse é o assunto mais sério do Rio, e o estado está fazendo um trabalho terrível, horrível. O governo está falhando completamente em seu trabalho de policiar e cuidar das pessoas", disparou; nesta segunda-feira, policiais civis, militares e bombeiros fizeram um protesto contra falta de pagamentos e de condições de trabalho
Dois dias após pedir "vergonha na cara" ao governo do Rio, comandado interinamente por Francisco Dornelles, o prefeito Eduardo Paes não poupou críticas sobre a segurança, trabalho que, segundo ele, não vem sendo satisfatório por parte do governo estadual; "Esse é o assunto mais sério do Rio, e o estado está fazendo um trabalho terrível, horrível. O governo está falhando completamente em seu trabalho de policiar e cuidar das pessoas", disparou; nesta segunda-feira, policiais civis, militares e bombeiros fizeram um protesto contra falta de pagamentos e de condições de trabalho (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), não poupou críticas ao governo do estado do Rio de Janeiro pela falta de segurança. No mesmo dia em que policiais civis, militares e bombeiros fizeram um protesto pela falta de pagamentos e de condições de trabalho no Rio, Paes afirmou que o trabalho do estado não vem sendo satisfatório.

"Esse é o assunto mais sério do Rio, e o estado está fazendo um trabalho terrível, horrível. O governo está falhando completamente em seu trabalho de policiar e cuidar das pessoas", atacou Paes sobre a gestão de Francisco Dornelles, que vem governando o Rio interinamente com o afastamento de Luiz Fernando Pezão por motivos de saúde.

A CNN, que entrevistou o prefeito, lembrou dos últimos acontecimentos  na cidade, como o assalto a um atleta paraolímpico e a morte de uma médica na Linha Vermelha, além do roubo dos equipamentos de uma TV alemã no fim da semana passada.

"(Durante os Jogos) o Exército, a Marinha e todos estarão aqui. Ainda bem que o estado não vai ser o responsável pela segurança durante esse período", complementou Paes.

Paes já havia criticado o governador Francisco Dornelles nesse final de semana, ao dizer estar "indignado" com o "chororô" do governo do Estado. Segundo o prefeito, o executivo estadual "já passou muita responsabilidade para o município, recebeu dinheiro do governo federal, tá na hora de fazer gestão, tomar vergonha na cara e cumprir com as suas obrigações".

"Já está atrapalhando demais o Rio esse chororô. Agora está na hora de trabalhar. Confio no governador Dornelles e espero que ele coloque o secretariado para arregaçar as mangas e pare de tanto blá-blá-blá. É muita reclamação o dia inteiro. Assumam as responsabilidades, os recursos estão disponibilizados, o presidente Michel Temer ajudou, deveriam estar agradecendo, lambendo os beiços, e tocando a vida", disparou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247