Reverenda trans Alexya Salvador aciona criminalmente Malafaia por ataques transfóbicos

O pastor-empresário Silas Malafaia incitou seus seguidores nas redes sociais ao boicote à empresa Natura de cosméticos, após a empresa lançar campanha com o ator Tammy, homem transexual

Alexya Salvador e Silas Malafaia
Alexya Salvador e Silas Malafaia (Foto: Wanezza Soares | Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A reverenda trans Alexya Salvador, em conjunto com entidades LGBTQI+, entrou com uma representação criminal no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (13) contra o empresário neopetencostal Silas Malafaia, alegando crime transfóbico. 

A peça informa que, “no dia 28 de julho de 2020, o dito pastor publicou em suas redes sociais mensagem que incitava tanto seus seguidores quanto a sociedade brasileira a boicotar a empresa Natura por esta ter feito uma peça publicitária para o dia dos pais com o ator Tammy, homem transexual. Segundo ele, a empresa precisava ser boicotada porque ‘colocar uma mulher para fazer papel de homem no dia dos pais é uma afronta aos valores cristãos”. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247