Gleisi enquadra jornal Estado de S. Paulo: "pensa que só o patrões têm direitos e os trabalhadores, não"

Presidente do PT rebateu editorial do jornal que, segundo ela, tem "mentalidade escravagista"

www.brasil247.com - Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann (Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados)


247 - A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), usou o Twitter neste domingo (9) para rebater o mais recente editorial do jornal Estado de S. Paulo que confirma que o veículo está a serviço da chamada "elite do atraso".

O texto, intitulado "O PT não sabe o que é cidadania", defende a reforma trabalhista implantada após o golpe de Estado de 2016, que reduziu a renda dos brasileiros, não gerou empregos e precarizou ainda mais as relações de trabalho.

Gleisi afirmou que o jornal não entende de democracia e apontou uma "mentalidade escravagista" no texto. Ela ainda lembrou que a reforma trabalhista aprofundou ainda mais a desigualdade social entre os brasileiros. "O 'Estadão' não sabe o que é democracia. Pensa que só os patrões têm direitos e os trabalhadores, não. Que só os ricos podem ter cidadania. Mentalidade escravagista no editorial de hoje. A reforma do Temer, que toda a mídia apoiou, tirou dos trabalhadores até o direito de ir à Justiça. Rasgou conquistas históricas. Fragilizou os sindicatos e implantou a lei do mais forte. Reforma que não criou empregos, só mais lucros e injustiça. É esta selvageria que queremos rever, como está ocorrendo na Espanha. Esse debate está deixando claro que tipo de democracia a mídia e as elites brasileiras defendem: aquela em que elas mandam e o povo sofre".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247