Professores do Paraná aprovam greve contra retorno de aulas presenciais

De acordo com o presidente da APP-Sindicato, a paralisação ocorrerá caso o governo decida pelo retorno às aulas ainda em 2020

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Portal Forum  - Professores e funcionários da rede estadual de ensino do Paraná decidiram, em votação neste sábado (12), entrar em greve contra a retomada das aulas presenciais durante a pandemia do coronavírus. De acordo com o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Leão, a paralisação ocorrerá caso o governo decida pelo retorno às aulas ainda em 2020.

“A categoria está mobilizada e não aceitará qualquer imposição que coloque em risco à vida tanto dos estudantes e seus familiares, quanto dos profissionais que trabalham nas escolas”, disse Leão, em entrevista ao Tribuna do Paraná. Nesta semana, o secretário de educação do estado, Renato Feder, afirmou que o retorno só irá acontecer quando médicos e infectologistas liberarem.

A greve dos professores também pede condições melhores de trabalho. “Vamos reforçar nossa resistência, especialmente neste momento complexo em que os governos têm promovido uma política de precarização da educação pública e de retirada de direitos da nossa categoria”, relatou a secretária de Finanças da APP-Sindicato, professora Walkiria Olegário Mazeto.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247