Assalto ao STF sem cabo nem soldado

Colunista Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia, critica a chamada 'PEC da Bengala', que pode ser ressuscitada por Paulo Guedes e "vai ajudar Bolsonaro a 'fechar' o STF sem precisar nem de cabo nem de soldado"; "Se o plano vingar, Bolsonaro poderá mudar, ainda este ano, quatro ministros de uma só vez, já com 70 completos: Celso de Mello, Marco Aurélio Mello, Ricardo Lewandovski e Rosa Weber", alerta o jornalista

Assalto ao STF sem cabo nem soldado
Assalto ao STF sem cabo nem soldado

Por Alex Solnik, dos Jornalistas pela Democracia – Mantida a sete chaves, uma das propostas que o ministro Paulo Guedes pretende embutir na reforma da Previdência vai ajudar Bolsonaro a "fechar" o STF sem precisar nem de cabo nem de soldado.

O plano é restabelecer em 70 anos a idade máxima para aposentadoria de todos os servidores públicos, a pretexto de economizar o dinheirinho do contribuinte. Desde 2015, a PEC da Bengala, aprovada no governo Dilma, garante emprego até 75.

Mas o verdadeiro objetivo por trás da suposta economia é outro.

Se o plano vingar, Bolsonaro poderá mudar, ainda este ano, quatro ministros de uma só vez, já com 70 completos: Celso de Mello, Marco Aurélio Mello, Ricardo Lewandovski e Rosa Weber.

Quatro votos que não se alinham com o seu pensamento autoritário e que deverão ser trocados por magistrados alinhadíssimos.

Com quatro votos garantidos na corte suprema do país não será difícil para o governo atrair mais dois para construir a maioria em votações de interesse do Planalto.

Eis como se pode fechar o STF sem cabo nem soldado.

Conheça o projeto Jornalistas pela Democracia

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247