Bolsonaro chama para um autogolpe

"Falar em crime de responsabilidade e impeachment é pouco; em outros tempos, como os que sucederam ao suicídio de Getúlio, em 1954, quem conspirasse contra a democracia iria em cana", escreve o jornalista Alex Solnik, sobre o vídeo compartilhado por Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Alex Solnik, para o Jornalistas pela Democracia 

O vídeo compartilhado ontem pelo presidente da República é o mais eloquente libelo contra a democracia desde a redemocratização. Ao misturar pretextos de 1937 e de 1964, tais como ameaça comunista, família, mais poderes para governar, culto à personalidade não deixa dúvidas de que prega um autogolpe, à la Getúlio, já mencionado pelo vice Mourão, ao qual se seguiria uma ditadura bolsonarista.

Jamais um presidente da República fez coisa parecida. Jamais ousou tanto. Jamais desafiou de modo tão desabrido o edifício democrático inaugurado em 1985.

Getúlio tramou seu golpe do Estado Novo em sigilo. E até o antecipou quando suas intenções vazaram para a imprensa. Os generais de 64 botaram seu bloco na rua antes dos tanques através da Marcha da Família com Deus pela Liberdade.

Bolsonaro, sempre o mais radocal, fez seu ataque às instituições do Guarujá, vestindo short e camiseta, acompanhado dos filhos Flávio, Carlos e Jair Renan. À luz do dia. Sem pompa nem circunstância. Como quem joga videogame.

Atentar contra as instituições democráticas é uma evidente violação da constituição, sobretudo quando praticada pelo mais alto governante da nação. Falar em crime de responsabilidade e impeachment é pouco; em outros tempos, como os que sucederam ao suicídio de Getúlio, em 1954, quem conspirasse contra a democracia iria em cana.

Se estivesse vivo, Marechal Lott teria mandado prender Bolsonaro ontem mesmo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247