De Napoleão para Hitler, Lula e os elefantes brancos de 30 bilhões

Toda essa dinheirama para ter no Brasil uma Copa do Mundo. Por si só, é claro que termos os jogos aqui, ao vivo, pouco vale

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, respondendo a um jornalista que mostrava a preocupação de termos pouco tempo – 100 dias – para o início da Copa do Mundo, e ainda não termos finalizadas uma boa parte das obras dos estádios assim como as complementares necessárias ainda estarem em execução, veio com essa tirada: 'Napoleão reconquistou a França em 100 dias'. Faltou lembrar que os exércitos nazistas, durante a segunda guerra mundial, ocuparam a Polônia em 35 dias e obrigaram a França à rendição 43 dias após a invasão do seu território.

Mas poderia também lembrar que os exércitos hitleristas lançaram o ataque contra a União Soviética durante o verão de 1941 com o objetivo de derrotar o adversário antes do inverno europeu. Não aconteceu, nem em 100 dias, nem nunca. Chegaram às portas de Leningrado, Moscou e Stalingrado, foram barrados e tiveram de recuar a Berlim quando foram definitivamente derrotados.

O que tem a ver tudo isso com a Copa do Mundo no Brasil? De fato, nada, nada!

O fato é que o custo da Copa, para o Brasil, já atinge a previsão de 30 bilhões de reais! E, certamente, muitas das obras previstas não serão finalizadas em tempo.

Em São Paulo, ainda se discute quem vai arcar com as instalações temporárias, como as arquibancadas suplementares para completar a lotação exigida.

Essa aventura foi arquitetada pelo Sr. Luis Inácio Lula da Silva, que conquistou esse direito para o Brasil em outubro de 2007. Mais de 6 anos após, estamos nesse sufoco. Parece obra do PAC.

Toda essa dinheirama para ter no Brasil uma Copa do Mundo. Por si só, é claro que termos os jogos aqui, ao vivo, pouco vale. A maioria do nosso povo vai assisti-los pela TV. O número de lugares a serem preenchidos por brasileiros é ínfimo em relação àqueles que os verão pela mídia eletrônica.

E o legado? Teremos obras nas cidades sede, algumas que serão aproveitadas no pós Copa. Só! Boa parte dos custos são despesas para a realização dos jogos, não são passíveis de recuperação. E teremos elefantes brancos, que ficarão "ad aeternum" como exemplo e prova de um governo irresponsável.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email