Enfrentar o fascismo da PM nas periferias e na política

Nenhuma democracia do mundo pode tolerar que policiais ajam como bandidos. Bomba em casa de pessoas desprotegidas equivale a terrorismo dos mais covardes

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Nós vamos enfrentar e vamos derrotar os FASCISTAS.

Neste final de semana, a casa da presidenta do PT da cidade de Nuporanga, em São Paulo, foi atacada com duas bombas. 

Mariane Guioto é professora da rede pública, militante, sindicalista e apoiadora das causas populares da região de Ribeirão Preto. 

O agressor INCRIVELMENTE fugiu - pasmem -  em uma viatura da Polícia Militar. O covarde estava encapuzado. O que os imbecis não calcularam é que havia uma câmera numa das casas próximas que filmou toda a ação!

Conheço a Polícia Militar e sei que haverá punições. Mas não basta a punição administrativa! Nuporanga tem pouco mais de 7.000 habitantes, certamente, não tem mais que duas viaturas que cobrem toda a região de Orlândia, São Joaquim da Barra e Sales de Oliveira, ou seja, está muito fácil pegar esses caras. Não são policiais, são bandidos que usam a farda da PM e precisam ser expulsos da corporação. 

Nenhuma democracia do mundo pode tolerar que policiais ajam como bandidos. Bomba em casa de pessoas desprotegidas equivale a terrorismo dos mais covardes. A sociedade tem na polícia sua única fonte de proteção e não pode ficar à mercê de bandidos de nenhuma espécie. Se usar o fardamento de força policial, pior ainda.

Esse tipo de bandido age num primeiro momento movido por sua ideologia de FASCISTA torpe, mas logo-logo migra para o banditismo de encomenda! São mercenários em formação. E o que lhes dá guarida é a roupagem de polícia. Retirando a farda, será combatido como de fato deve ser... como BANDIDO!

Toda Solidariedade à companheira #MarieneGuiotto e o que se exige do Governador #JoãoDoria é apuração rigorosa com expulsão dos quadros da Polícia Militar dos envolvidos e prisão para estes projetos de assassinos.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247