"Fizeram aventura", diz Bolsonaro, sobre desaparecidos na Amazônia (vídeo)

"Pode ser um acidente, pode ser que eles tenham sido executados. Tudo pode acontecer", disse Bolsonaro sobre o jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira

www.brasil247.com - Bolsonaro, Bruno Pereira e Dom Phillips
Bolsonaro, Bruno Pereira e Dom Phillips (Foto: REUTERS/Adriano Machado | Reprodução/TV Globo | Reprodução/Twitter)


247 - Jair Bolsonaro afirmou, nesta terça-feira (7), que “torce” para que o indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips, que desapareceram na região do Vale do Javari, na  Amazônia, sejam encontrados “brevemente”. Apesar da declaração, ele destacou que os dois embarcaram em uma “aventura que não é recomendável” e onde “tudo pode acontecer". 

Pereira e Phillips desapareceram no último domingo (5), quando viajavam de barco no trajeto entre a comunidade Ribeirinha São Rafael e a cidade de Atalaia do Norte. O indigenista, considerado um dos mais experientes do Brasil e que foi exonerado da Fundação Nacional do Índio (Funai) pelo governo Bolsonaro, vinha sendo ameaçado por madeireiros, garimpeiros e pescadores ilegais que atuam na região.  

"O que nós sabemos até o momento? Que no meio do caminho teriam se encontrado com duas pessoas, que já estão detidas pela Polícia Federal, estão sendo investigadas. E, realmente, duas pessoas apenas num barco, numa região daquela, completamente selvagem, é uma aventura que não é recomendável que se faça. Tudo pode acontecer. Pode ser um acidente, pode ser que eles tenham sido executados. Tudo pode acontecer. A gente espera e pede a Deus para que sejam encontrados brevemente. As Forças Armadas estão trabalhando com muito afinco na região”, disse Bolsonaro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais cedo, o Itamaraty divulgou uma nota prometendo adotar “todas as providências para levar os perpetradores à Justiça", caso o desaparecimento do indigenista e do jornalista britânico Dom Phillips esteja ligado a atuação de criminosos no Vale do Javari, na Amazônia.

A promessa do governo brasileiro e a declaração de Bolsonaro foram feitas um dia antes do atual ocupante do Palácio do Planalto se encontrar com o presidente dos Estado Unidos, Joe Biden, na reunião da Cúpula das Américas.

O temor do governo brasileiro é que o governo estadunidense, que pretende utilizar o encontro para pressionar o Brasil a assinar um documento se comprometendo com as questões ambientais, aumente a pressão em função do desaparecimento do ativista e do jornalista britânico. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email